Visitar o Trilho da Peneda – Arcos de Valdevez

Com uma extensão aproximada de 10 km, o Trilho da Peneda é um percurso pedestre de âmbito Ecológico-Paisagistico que se desenvolve entre as povoações da Peneda e da Bouça dos Homens, na encosta oeste da Serra da Peneda em Arcos de Valdevez.

O percurso, classificado como PR17, começa no parque de estacionamento destinado aos autocarros que se situa junto da estrada que liga a Peneda a Lamas de Mouro.

O arranque pode ser um pouco duro já que terá de fazer a ascensão desde a cota de 750 até aos 1096 metros de altitude, isto ao longo de 3 km. Porém, o esforço físico é recompensado quando, serpenteando pelos carreiros antigos nos meio das fragas e penedos, vislumbrar a beleza da serra.

Trilho da Peneda
Trilho da Peneda

Já se vê ao longe a Branda de Bouça dos Homens, que está a cerca de 2 km de distância, mas o trilho não passa pelo povoado, sendo opcional a sua visita. Mas se houver tempo, desloque-se ao pequeno aglomerado e veja como algumas antigas habitações foram reconvertidas em projectos de turismo rural, evitando a sua degradação e contribuindo assim para o desenvolvimento sustentável do território.

Trilho da Peneda
Trilho da Peneda

À saída da branda, encontra-se o Fojo do Lobo do Concieiro, um sitio arqueológico da época moderna que era uma armadilha feita pelos aldeões com o objectivo de capturar e matar os lobos que, frequentemente, causavam grandes danos nas suas manadas de gado. Trata-se de uma estrutura em granito de paredes convergentes, sendo o fojo de planta circular. Os muros convergem para a boca do fojo para onde os lobos eram atraídos através de uma batida.

Retomando o trilho, inicia-se uma subida à base da Penameda, cume montanhoso com 1268 metros, e depois a descida até ao“Pântano”, uma pequena lagoa artificial que antigamente abastecia a mini-hídrica que gerava a energia elétrica ao lugar da Peneda.

Trilho da Peneda
Trilho da Peneda

Caminhando mais umas centenas de metros observa-se uma espécie de Meca dos amantes da escalada em Portugal: a Fraga da Meadinha, que é considerada uma das melhores paredes para escalar na Península Ibérica. Daqui já se vê a aldeia da Peneda, que se encontra no fundo do vale.

Continuado a descer o percurso passa por trás do Santuário da Nossa Senhora da Peneda até entrar novamente na estrada que nos leva ao ponto de partida.

Santuário de Nossa Senhora da Peneda
Santuário de Nossa Senhora da Peneda

O Trilho da Peneda está classificado como de dificuldade difícil, e a duração prevista da caminhada é de 4 horas, dependendo naturalmente da preparação física de cada um e o tempo que se despende em cada ponto de interesse.

Dicas importantes para o Trilho da Peneda

  • Roupa e calçado apropriado
  • Protetor solar
  • Não saia do percurso sinalizado
  • Respeite a natureza
  • Não abandone o lixo, leve-o até ao respectivo local de recolha.

Mapa do Trilho da Peneda

Powered by Wikiloc

Veja mais informação sobre o trilho no site do município de Arcos de Valdevez

Outros Trilhos em Arcos de Valdevez:

Se estiver mais que um dia por Arcos de Valdevez ou na região envolvente, poderá explorar outros percursos de grande beleza natural e cultural:

Alojamento no Gerês

Pesquise alguns espaços únicos para alugar no Gerês, desde bungalows, casas rurais, quintas, hoteis, e villas para desfrutar de uma estadia memorável no Parque Nacional Peneda Gerês.


Visitar a aldeia de Pitões das Júnias – Montalegre

No espaço natural que divide os lameiros de regadio e os maciços rochosos da Serra do Gerês, situa-se a aldeia tradicional de Pitões das Júnias no concelho de Montalegre. Com pouco mais de uma centena de habitantes, Pitões das Júnias é uma povoação que vive sobretudo da agricultura e do pastoreio, como se pode comprovar pela existência de unidades pecuárias à volta do aglomerado.

Gado à entrada da aldeia

Apesar deste sinal de modernidade, Pitões ainda mantêm a sua traça original que se reflete pelo conjunto homogéneo de habitações erguidas pela pedra de cantaria, pelas calçadas, pelos fontanários e alminhas.

Aldeia de Pitões das Júnias
Aldeia de Pitões das Júnias

A visita a uma das aldeias mais altas de Portugal, a cerca de 1100 metros de altitude, não pode ser feita com pressas. Pitões merece pelo menos a estadia de um dia inteiro.

Aldeias Gerês Montalegre
Aldeia de Pitões das Júnias

Comece por explorar as ruelas apertadas a partir do Largo do Eiró até chegar à Corte do Boi onde está instalado o pólo de Ecomuseu de Barroso. Este espaço museológico retrata temas como o Parque Nacional da Peneda Gerês, a vezeira, a agricultura, a etnografia e as atividades comunitárias. Depois desça até à Igreja Matriz de São Rosendo, que se situa na Rua do Côto.

A próxima paragem encontra-se fora do aglomerado e pode ser visitada através do Trilho Interpretativo de Pitões das Júnias, ou, em alternativa, pode ir de carro (até ao parque de estacionamento). Falamos pois do ex-libris da região: o Mosteiro de Pitões das Junias. Este mosteiro da Ordem de Cister é composto pela igreja românica de uma nave e capela-mor, de estilo gótico. Ainda se conservam as ruínas das dependências conventuais e parte de arcada do claustro. Está classificado desde 1950 como Monumento Nacional.

Mosteiro de Pitões das Júnias
Mosteiro de Pitões das Júnias
Mosteiro de Pitões das Júnias
Mosteiro de Pitões das Júnias

Caminhando aproximadamente 500 metros para poente, encontramos outro parque de estacionamento que é o ponto de partida para visitar o Miradouro da Cascata de Pitões. O trilho está marcado e mais ou menos a meio o acesso deixa de ser em terra batida e passa para passadiços de madeira. É um circuito muito agradável que termina numa espécie de balão privilegiado para contemplar a cascata, uma verdadeira dádiva da natureza com 30 metros de altura que é alimentada pelo Ribeiro de Pitões.

Cascata de Pitões das Júnias
Miradouro da cascata de Pitões das Júnias

Olhando para os maciços do Gerês, observa-se, ao longe, um pequeno ponto branco no topo de um morro. Trata-se da Capela de São João da Fraga. Anualmente, no primeiro domingo após o dia de São João, os habitantes Pitões cumprem a tradição de subir à ermida em honra do santo que protege a aldeia.

Todo este percurso é muito interessante do ponto de vista geológico pois são visíveis as diferenças de relevo que estão relacionadas com características da estrutura, textura e a composição mineralógica das rochas. Nesta região existem três variedades de granitos: Granito do Gerês, Granito de Parada e o Granito nodular associado à área de Tourém.

Não termine a sua visita sem parar na Padaria Pitões. Neste estabelecimento é produzido o famoso Pão de Pitões, feito de centeio.

Mapa de Pitões das Júnias


Se estiver mais que um dia por esta aldeia ou na região envolvente, poderá explorar outros percursos de grande beleza natural e cultural:

  • PR2 Trilho do Ourigo
  • PR3 Trilho da Serra da Vila
  • PR4 Trilho do Rio
  • PR5 Trilho da Ponte de Misarela
  • PR6 Trilho de Tourém – Rota do Contrabando
  • PR7 Trilho de Vilar de Perdizes – Rota do Contrabando
  • PR8 Trilho de D. Nuno

Descubra mais sobre trilhos pedestres no site do município de Montalegre

Locais a visitar em Pitões e arredores

  • Ecomuseu Corte do Boi
  • Centro Interpretativo
  • Igreja Matriz de São Rosendo
  • Mosteiro de Pitões das Júnias
  • Miradouro da Cascata
  • Cascata
  • Parque de Merendas
  • Passadiços para a Cascata
  • Capela de S. João da Fraga
  • Trilho de Pitões das Júnias
  • Parque Nacional da Peneda Gerês

Alojamento no Gerês

Pesquise alguns espaços únicos para alugar no Gerês, desde bungalows, casas rurais, quintas, hoteis, e villas para desfrutar de uma estadia memorável no Parque Nacional Peneda Gerês.


Visitar a aldeia de Lindoso – Ponte da Barca

Lindoso é uma aldeia implantada sobre o rio Lima, no extremo nordeste do concelho da Ponte da Barca, no Parque Nacional da Peneda Gerês. A sua posição geográfica, na fronteira com Espanha, foi fundamental para a consolidação e defesa do reino durante os séculos de conflitos que existiram entre as duas nações. Para além da sua natureza histórica militar, Lindoso assume igualmente uma vertente etnográfica e cultural muito importante, devido ao famoso conjunto comunitário de espigueiros.

Castelo de Lindoso
Castelo de Lindoso com vista para a Albufeira

São dois o ex-libris a destacar em Lindoso: conjunto de espigueiros referido anteriormente e o castelo. O Castelo de Lindoso, construído no reinado de D. Afonso III, é considerado um dos mais importantes monumentos militares em Portugal, não só pela sua localização estratégica mas também pelas técnicas e estilos empregues na sua construção. Está classificado como Monumento Nacional desde 1910. No seu interior existe o núcleo museológico que alberga uma colecção de armas que vão desde o século XIV ao século XIX e a colecção de espólio arqueológico proveniente de escavações realizadas na área envolvente do castelo.

Castelo de Lindoso
Castelo de Lindoso com vista para os espigueiros

Nas proximidades do castelo encontram-se os espigueiros, que se concentram em volta de uma única eira, reforçando o espírito comunitário típico das aldeias de montanha que passou de geração em geração. São 64 exemplares cuja construção está balizada entre o final do séc. XVIII (1787) e o séc. 20 (1967).

Os espigueiros podem ser divididos em 4 tipos: 1 – espigueiros todos de pedra; 2 – mistos; 3 – corpo e cobertura de pedra e ripado de madeira; 4 – espigueiro com telhado de cápea e guarda-vento. O conjunto está classificado como Imóvel de Interesse Público.

Espigueiros de Lindoso
Espigueiros de Lindoso

No centro do povoado podemos visitar ainda a Igreja Matriz, um templo de inspiração maneirista, barroca e novecentista dotado de torre sineira central e o cruzeiro quinhentista do Largo do Destro.

Fora da aldeia existem outros pólos de atração como a Barragem do Alto Lindoso, inaugurada em 1992, e na povoação de Parada, situada a apenas 3 km de Lindoso, o conjunto de Espigueiros na Eira do Tapado, datados do séc. XVIII e XIX, as gravuras rupestres pré-históricas da Bouça do Colado, a ponte medieval de Santiago, o Pelourinho, classificado como Imóvel de Interesse Publico, o Fontanário, a Capela da Senhora do Amparo e a Capela de Santo André. Se estiver um dia de calor, aproveite para dar um mergulho no Poço da Gola, uma lagoa natural de aguas frescas e límpidas inserida numa paisagem única e deslumbrante.

Não faltam, portanto, bons argumentos para se deslocar até este belo recanto do alto Minho e desfrutar de todo o seu património arquitectónico e natural.

Mapa de Lindoso


Se estiver mais que um dia por esta aldeia ou na região envolvente, poderá explorar outros percursos de grande beleza natural e cultural:

  • PR1 Trilho Moinhos de Parada
  • PR2 Trilho das Terras da Nóbrega
  • PR3 Trilho Românico de Bravães a São Martinho de Castro
  • PR4 Trilho Interpretativo de São Miguel de Entre Ambos os Rios
  • PR5 Trilho do Megalitismo de Britelo
  • PR6 Trilho do Germil
  • GR34 – Trilho Interpretativo da Serra Amarela
  • Trilho Penedo do Encanto

Descubra mais sobre trilhos pedestres no site do município da Ponte da Barca

Locais a visitar em Lindoso e arredores

  • Castelo de Lindoso
  • Núcleo Museológico do Castelo
  • Conjunto de Espigueiros
  • Igreja Matriz de São Mamede
  • Cruzeiro do Largo do Destro
  • Capela de Santa Madalena
  • Cruzeiro de Santa Madalena
  • Espigueiros de Parada na Portela da Leija
  • Espigueiros de Parada na Eira do Tapado
  • Espigueiros de Cidadelhe
  • Gravuras Rupestres da Bouça do Colado
  • Gravuras Rupestres de Porto Chão
  • Pelourinho de Parada
  • Barragem do Alto Lindoso
  • Miradouro do Lindoso
  • Pardieiros de Porto Chão
  • Poço da Gola
  • Ponte medieval de Parada
Espigueiros de Lindoso
Espigueiros de Lindoso

Alojamento no Gerês

Pesquise alguns espaços únicos para alugar no Gerês, desde bungalows, casas rurais, quintas, hoteis, e villas para desfrutar de uma estadia memorável no Parque Nacional Peneda Gerês.


Visitar o Trilho Pertinho do Céu – Arcos de Valdevez

O Trilho Pertinho do Céu, classificado como pequena rota (PR18), é um percurso circular de âmbito Ecológico-Cultural que se desenvolve entre as brandas da Gavieira e São Bento do Cando, primeiro em zona de vale, junto ao rio Grande, e depois em cotas mais elevadas, na zona da Branda de Bosgalinhas. Originalmente, as brandas eram áreas de pastagens onde os pastores se fixavam com os seus rebanhos durante os meses do verão e estão integradas, juntamente com as inverneiras, na prática da transumância, relacionada com o espaço geográfico e as características climáticas especificas desta região.

Trilho Pertinho do Céu Gerês
Trilho Pertinho do Céu

O inicio do percurso pedestre, fica na entrada da aldeia de Gavieira, no concelho de Arcos de Valdevez em pleno coração da Serra da Peneda. Este aglomerado caracteriza-se por um povoamento típico de montanha, com uma grande concentração das habitações e em seu redor encontram-se os campos de pasto e cultivo. Em Gavieira podemos visitar como marcos culturais a Igreja Matriz, um modesto templo que possui na fachada principal um curioso relógio, os conjuntos de espigueiros e o centro histórico que apresenta diversas casas de construção tradicional, à base do granito.

Trilho Pertinho do Céu
Trilho Pertinho do Céu

Subindo gradualmente sempre nas proximidades do Rio Grande, o trilho chega aos 970 metros de altitude, onde está localizada a Branda de São Bento do Cando, uma famosa povoação devido à romaria em honra de São Bento. No largo principal ergue-se a capela da época moderna, datada de 1751 e que terá sido ampliada durante o séc. XIX. Nas proximidades situa-se o albergue de peregrinos integrado de forma harmoniosa no conjunto das construções adjacentes.

Trilho Pertinho do Céu Peneda
Trilho Pertinho do Céu

A cota mais elevada do trilho é atingida na Branda de Bosgalinhas, a cerca de 1074 metros de altitude. Este branda é composta por uma dúzia de habitações voltadas para oriente onde domina o vale do Rio Grande. Se estiver munido com a sua máquina fotográfica, não desperdice a oportunidade de fazer grandes planos a partir deste local. Descendo a meia encosta, rapidamente chegará ao ponto de partida, na aldeia da Gavieira.

Trilho Pertinho do Céu
Trilho Pertinho do Céu

Com uma extensão aproximada de 7,65 km, o Trilho Pertinho do Céu está classificado como de dificuldade moderada, e a duração prevista da caminhada ronda as 3 e 4 horas, dependendo naturalmente da preparação física de cada um e o tempo que se despende em cada ponto de interesse.

Dicas importantes para o Trilho Pertinho do Céu

  • Roupa e calçado apropriado
  • Protetor solar
  • Não saia do percurso sinalizado
  • Respeite a natureza
  • Não abandone o lixo, leve-o até ao respectivo local de recolha.

Mapa do Trilho Pertinho do Céu

Powered by Wikiloc

Veja mais informação sobre o trilho no site do município de Arcos de Valdevez

Outros Trilhos em Arcos de Valdevez:

Se estiver mais que um dia por Arcos de Valdevez ou na região envolvente, poderá explorar outros percursos de grande beleza natural e cultural:

Alojamento no Gerês

Pesquise alguns espaços únicos para alugar no Gerês, desde bungalows, casas rurais, quintas, hoteis, e villas para desfrutar de uma estadia memorável no Parque Nacional Peneda Gerês.


Visitar o rio Lima na Ponte da Barca

O rio Lima, um dos principais cursos de água do Norte de Portugal, percorre ao longo dos seus 135 km, diversas paisagens, desde espaços montanhosos a campos agrícolas, a vilas como Xinzu de Limia (em Espanha) e Ponte de Lima e cidades como Viana do Castelo, onde desagua no Atlântico. Outra das passagens conhecidas deste rio é em Ponte da Barca.

O topónimo Ponte da Barca está associado à “barca” que fazia a ligação entre as duas margens do Rio Lima, muitas vezes peregrinos a caminho de Santiago de Compostela, sendo a ponte atual edificada século XV. Esta obra arquitectónica tem 10 arcos que suportam um tabuleiro de 180 metros de comprimento e encontra-se classificada como Monumento Nacional desde 1910.

Ponte da Barca
Ponte da Barca – Monumento Nacional

Quando visitar Ponte da Barca terá inúmeros locais para explorar além das atividades ligadas à natureza. No centro histórico não perca o Pelourinho e a Igreja de São João Baptista, ambos classificados como Monumento Nacional, o Cruzeiro do Curro e a Ponte do Rio Vade. O núcleo habitacional, dominado por casas com fachadas de granito ou pintadas de branco, é bastante homogéneo e encontra-se bem conservado.

Pelourinho da Ponta da Barca
Pelourinho da Ponte da Barca – Monumento Nacional

Após essa caminhada poderá relaxar um pouco no magnifico espaço verde na margem do rio, designado por Choupal do Largo de Côrro. Em alternativa, pode ir até à Praia Fluvial de Ponte da Barca que se encontra a cerca de 500 metros a montante.

Ponte da Barca Fotos
Choupal do Largo de Côrro

Se pretender uma experiência mais radical, pode partir à descoberta das águas do Rio Lima, através da canoagem, por um percurso com alguma adrenalina, mas sobretudo, tranquilo para conhecer a biodiversidade deste ecossistema.

Rio Lima em Ponte da Barca
Descida com alguma adrenalina no Rio Lima em Ponte da Barca
Rio Lima em Ponte da Barca
Canoagem no Rio Lima em Ponte da Barca
Canoagem no Rio Lima em Ponte da Barca
Canoagem em Ponte da Barca

Locais a visitar junto ao rio Lima

  • Praça Terras da Nóbrega
  • Ponte da Barca
  • Praia fluvial de Ponte da Barca
  • Choupal do Largo de Côrro
  • Igreja de São João Baptista
  • Ponte do Rio Vade
  • Paços do concelho
  • Igreja da Misericórdia
  • Largo da Misericórdia

O que Fazer?

  • Canoagem
  • Mergulhos

Alojamento no Gerês

Pesquise alguns espaços únicos para alugar no Gerês, desde bungalows, casas rurais, quintas, hoteis, e villas para desfrutar de uma estadia memorável no Parque Nacional Peneda Gerês.

Mapa do Rio Lima em Ponte da Barca


Trilho Caminhos do Pão, Caminhos da Fé – Arcos de Valdevez

O PR7 designado por Trilho Caminhos do Pão, Caminhos da Fé, é um percurso temático Paisagístico – Etnográfico, que acompanha o ciclo do pão, uma tradição quase milenar que foi passando de geração em geração e que reflete a importância da cultura do milho e a criação de gado na região minhota, em particular na Serra da Peneda.

Trilho Caminhos do Pão, Caminhos da Fé
Espigueiros do Soajo

O trilho tem inicio na mítica aldeia do Soajo, em Arcos de Valdevez, conhecida pelo conjunto de espigueiros implantados sobre um enorme afloramento rochoso. Uma vez que o percurso pedestre não é muito extenso, com apenas 4,9 km a versão mais curta e 5,6 km a mais longa, poderá fazer o aquecimento prévio, explorando as ruas antigas do Soajo assim como visitar o Largo do Eiró onde se localiza o notável pelourinho que está classificado como Monumento Nacional desde 1910.

Trilho Caminhos do Pão, Caminhos da Fé
Trilho Caminhos do Pão, Caminhos da Fé

Nesta curta caminhada, não faltam porém, elementos de índole natural e cultural que muito enriquecem esta experiência. Falamos claro das antigas calçadas como as do Portinho, de Pena Curveira, de Lages e dos Estrevelhadoiros, que conduzem os romeiros ao Senhor da Paz, à Senhora da Peneda, ao S. Bento do Cando e, até Santiago de Compostela, daí se assumirem como caminhos da fé. Mas não só. Por aqui passavam os pastores para levarem o gado para os montes da Peneda entre os meses de Maio e Setembro. Nesta época, o gado ficava guardado nas brandas, povoados de alta montanha, como por exemplo as Brandas das Ínsuas e do Murço que se podem visitar neste percurso.

Trilho Caminhos do Pão, Caminhos da Fé
Trilho Caminhos do Pão, Caminhos da Fé
Trilho Caminhos do Pão, Caminhos da Fé
Trilho Caminhos do Pão, Caminhos da Fé
Trilho Caminhos do Pão, Caminhos da Fé
Trilho Caminhos do Pão, Caminhos da Fé

Um trilho associado ao ciclo do pão tem de ter, obviamente, linhas de água e os moinhos que são alimentados por ela. Falamos do conjunto dos moinhos da Cruz, produziam a farinha com o milho produzido e armazenado na aldeia.

Dicas importantes para o Trilho Caminhos do Pão e Caminhos da Fé

  • Roupa e calçado apropriado
  • Protetor solar
  • Não saia do percurso sinalizado
  • Respeite a natureza
  • Não abandone o lixo, leve-o até ao respectivo local de recolha.

Mapa do Trilho Caminhos do Pão e Caminhos da Fé

Powered by Wikiloc

Veja mais informação sobre o trilho no site do município de Arcos de Valdevez

Outros Trilhos em Arcos de Valdevez:

Se estiver mais que um dia por Arcos de Valdevez ou na região envolvente, poderá explorar outros percursos de grande beleza natural e cultural:

Alojamento no Gerês

Pesquise alguns espaços únicos para alugar no Gerês, desde bungalows, casas rurais, quintas, hoteis, e villas para desfrutar de uma estadia memorável no Parque Nacional Peneda Gerês.


Trilho do Glaciar e Alto do Vez

É na aldeia de Porto Cova, a cerca de 5km da aldeia de Sistelo, concelho de Arcos de Valdevez, que inicia o Trilho do Glaciar e do Alto do Vez, na vertente norte da Serra da Peneda. Nada melhor que começar a caminhada numa aldeia tão bela e genuína, recheada de espigueiros, calçadas, eiras e onde as casas dos seus habitantes assumem uma curiosa implantação ao longo da encosta.

Este percurso, apesar de estar classificado como pequena rota (PR), tem um grau de exigência bastante elevado causado pelo desnível acumulado. Portanto, é importante que esteja em boa forma física, pois o tempo mínimo que demora a caminhada a anda à volta das 5 horas.

Trilho do Glaciar e Alto do Vez
Trilho do Glaciar e Alto do Vez

O percurso, com uma extensão aproximada de 12,5 km, desenvolve-se em laço e atinge o ponto mais elevado na cota dos 1100 metros. Percorrendo o carreteiro, observam-se os morros graníticos da região até entrar na paisagem fabulosa do Vale Glaciar da Serra da Peneda, em forma típica de U, que moldou o território envolvente através da deslocação lenta das enormes massas de gelo.

Trilho do Glaciar e Alto do Vez
Trilho do Glaciar e Alto do Vez

Passando a parte geomorfológica, a caminhada começa a assumir contornos mais da geografia humana, através da contemplação das brandas dos pastores. São várias as que se encontram durante o percurso como a Branda do Furado, a Branda Outeiro Gordo, a Branda Costa do Salgueiro, a Branda da Lapinheira e Branda de Crastibô. Umas têm natureza de cultivo, outras já se encontram abandonadas. O trilho, agora numa fase descendente, termina novamente em Porto Cova.

Trilho do Glaciar e Alto do Vez
Trilho do Glaciar e Alto do Vez
Trilho do Glaciar e Alto do Vez
Trilho do Glaciar e Alto do Vez

Quando visitar Sistelo poderá fazer vários percursos, entre os quais o famoso Trilho dos Passadiços, um percurso junto do Rio Vez com um nível baixo de dificuldade e aproximadamente 2 km de extensão.

Dicas importantes para o Trilho do Glaciar e Alto do Vez

  • Roupa e calçado apropriado
  • Protetor solar
  • Não saia do percurso sinalizado
  • Respeite a natureza
  • Não abandone o lixo, leve-o até ao respectivo local de recolha.

Mapa do Trilho do Glaciar e Alto do Vez

Powered by Wikiloc

Veja mais informação sobre o trilho no site do município de Arcos de Valdevez

Outros Trilhos em Sistelo:

Se estiver mais que um dia por esta aldeia ou na região envolvente, poderá explorar outros percursos de grande beleza natural e cultural:

  • PR1 Rota de Sistelo (Romeiros da Peneda)
  • PR14 Trilho das Brandas
  • PR19 – Trilho das Pontes
  • PR24 – Trilho dos Socalcos
  • PR27 Trilho do Miradouro da Estrica
  • GR Travessia das Serras da Peneda e Soajo

Alojamento no Gerês

Pesquise alguns espaços únicos para alugar no Gerês, desde bungalows, casas rurais, quintas, hoteis, e villas para desfrutar de uma estadia memorável no Parque Nacional Peneda Gerês.


Trilho dos Socalcos de Sistelo (Arcos de Valdevez)

Trilho dos Socalcos de Sistelo é um trilho pedestre que permite ao visitante explorar a paisagem dominada por socalcos ao longo das encostas da aldeia. Esta curiosa prática agrícola teve como objectivo de aumenta a área de cultivo e de oposição aos declives.

O trilho começa junto ao cruzeiro da aldeia de Sistelo, concelho de Arcos de Valdevez e aqui surgem os primeiros pontos de interesse a visitar como o aglomerado de casas antigas, o Castelo do Visconde de Sistelo, um palácio senhorial com duas torres ameadas, edificado em meados do séc. XIX, a Igreja Matriz e o conjunto de espigueiros.

Aldeia Sistelo
Casas tradicionais em Sistelo

De seguida o trilho atravessa o rio Vez por duas vezes, o qual vai subindo pelos socalcos até passar a EN304. Aqui entramos na parte mais difícil da caminhada, especialmente pelo desnível acumulado. No entanto, percorrer as velhas calçadas do povoado é um privilegio que vale qualquer esforço físico.

Trilho dos Socalcos de Sistelo
Velhas calçadas do Trilho dos Socalcos de Sistelo
Sistelo
Trilho dos Socalcos de Sistelo
Trilho dos Socalcos de Sistelo
Trilho dos Socalcos de Sistelo

Na parte mais elevada do percurso, ficamos com uma vista fabulosa para o vale do rio Vez e a aldeia de Sistelo. Já perto de Padrão, o trilho começa a descer em direcção à aldeia onde teremos que passar novamente pela EN304 até surgir o corte paralelo ao rio até atingirmos a ponte e a Igreja Matriz

Parte mais elevada do percurso
Trilhos Sistelo
Descida em direção a Sistelo

Quando visitar Sistelo poderá fazer vários percursos, entre os quais o famoso Trilho dos Passadiços, um percurso junto do Rio Vez com um nível baixo de dificuldade e aproximadamente 2 km de extensão.

Dicas importantes para o Trilho dos Socalcos de Sistelo:

  • Roupa e calçado apropriado
  • Protetor solar
  • Não saia do percurso sinalizado
  • Respeite a natureza
  • Não abandone o lixo, leve-o até ao respectivo local de recolha.

Outros Trilhos em Sistelo:

Se estiver mais que um dia por esta aldeia ou na região envolvente, poderá explorar outros percursos de grande beleza natural e cultural:

  • PR1 Rota de Sistelo (Romeiros da Peneda)
  • PR6 Trilho do Glaciar e Alto do Vez
  • PR14 Trilho das Brandas
  • PR19 – Trilho das Pontes
  • PR24 – Trilho dos Socalcos
  • PR27 Trilho do Miradouro da Estrica
  • GR Travessia das Serras da Peneda e Soajo
Sistelo trilhos
Não perca a oportunidade de visitar os Passadiços de Sistelo

Alojamento no Gerês

Pesquise alguns espaços únicos para alugar no Gerês, desde bungalows, casas rurais, quintas, hoteis, e villas para desfrutar de uma estadia memorável no Parque Nacional Peneda Gerês.


Trilho pedestre dos Currais (Gerês)

Trilhos Gerês

O Trilho dos Currais (PR3) é um dos muitos percursos pedestres que pode fazer no Parque Nacional da Peneda Gerês. Inserido no âmbito Cultural e Paisagístico, este trilho de perfil circular, tem o seu inicio próximo do Centro de Educação Ambiental do Vidoeiro, no lugar do Vidoeiro, Vilar da Veiga, em Terras de Bouro.

Ao trilhar este caminho vai entrar no mundo das tradições comunitárias locais, particularmente com a prática da vezeira. A vezeira, que decorre entre maio e setembro, consiste no pasto do gado bovino da comunidade nas zonas de cotas elevadas onde estão localizados os currais. O gado é levado para estes locais pelos pastores através de trilhos marcados por mariolas. Estes asseguram a manutenção dos trilhos, dos prados e das cabanas onde costumam pernoitar.

Trilhos dos Currais
Parque de Merendas – Trilho dos Currais

Dos pontos de interesse a assinalar durante o percurso podemos elencar em primeiro lugar os elementos que assumem a designação do trilho. São três os currais a visitar: Curral Lomba do Vidoeiro, Curral da Carvalha das Éguas e o Curral da Espinheira.

Trilhos dos Currais
Marcação do trilho dos Currais

Na parte natural as espécies arbóreas, como o pinheiro bravo, o carvalho e o medronheiro são das que mais se destacam, enquanto que na fauna, as espécies mais comuns são as aves de rapina, o gado bovino e o caprino.

Trilhos dos Currais
Mariola no Trilho dos Currais

Mais ou menos ao meio da caminhada, vai encontrar o Miradouro da Pedra Bela, um dos mais conhecidos do Parque Nacional e que oferece uma vista fantástica sobre a Albufeira de Caniçada.

Trilhos dos Currais
Albufeira da Caniçada – Miradouro de Pedra Bela

O trilho dos Currais pode ser caracterizado de dificuldade média. A sua extensão é aproximadamente de 10 km e a duração entre as 4h e as 5h. A duração do trilho depende do tempo que ficar em cada ponto de interesse e naturalmente sua condição física.

Veja mais informação sobre o trilho no site do município de Terras de Bouro

Locais a visitar nas redondezas

Outros trilhos em Terras de Bouro

  • PR1 – Trilho da Calcedónia
  • PR2 – Trilho do Castelo
  • PR4 – Trilho dos Moinhos e Regadios
  • PR5 – Trilho da Águia do Sarilhão
  • PR6 – Trilho dos Miradouros
  • PR7 – Trilho de S. Bento
  • PR8 – Trilho do Couto do Souto
  • PR9 – Trilho da Geira
  • PR10 – Trilho da Preguiça
  • PR11 – Trilho das Silhas dos Ursos
  • PR12 – Trilho Moinhos de Stª Isabel
  • PR13 – Trilho da Caniçada
  • PR14 – Trilho do Sobreiral da Ermida
  • GR34 – Trilho da Serra Amarela
  • GR50 – Grande Rota Peneda-Gerês

O que Fazer?

  • Trekking
  • Caminhada

Alojamento no Gerês

Pesquise alguns espaços únicos para alugar no Gerês, desde bungalows, casas rurais, quintas, hoteis, e villas para desfrutar de uma estadia memorável no Parque Nacional Peneda Gerês.

Mapa do Trilho dos Currais

Powered by Wikiloc

Visitar o Vale da Teixeira – Gerês

Com uma extensão aproximada de 3 km, o Vale da Teixeira é, provavelmente, um dos locais de maior beleza no Parque Nacional da Peneda Gerês. O vale acompanha o curso do rio Arado, a linha de água que ostenta, umas centenas de metros mais a jusante, a famosa Cascata do Arado, queda de água que atrai milhares de turistas a este local, não muito longe da povoação da Ermida, Terras de Bouro.

Rio Arado Gerês
Rio Arado, junto à ponte

Para visitar o Vale da Teixeira terá que se deslocar à Ponte do Arado, a mesma que dá acesso à cascata que falamos no paragrafo anterior. Aqui a paisagem é caracterizada por povoamentos florestais nas zonas mais baixas e pelo granito reluzente nos cumes elevados, mas não só…a morfologia do terreno é bastante acidentada, com grandes desníveis e alguns precipícios.

Vale da Teixeira
Zona de subida em direção ao Vale da Teixeira

De forma a chegar ao vale terá que vencer uma subida acentuada, aproximadamente 1,5 km, por isso é importante que esteja em boa forma física. Mas vá sem pressas, desfrute do cenário, é simplesmente arrebatador…

Mariola Gerês Vale da Teixeira
Mariola a indicar o inicio do Vale da Teixeira

Pelo caminho, verá algumas estruturas curiosas. O que no início parece apenas um amontoado de pedras, vai perceber que afinal, é arte. O seu nome é mariola, e serve para marcar os trilhos dos pastores para estes não se perderem, sobretudo em dias de nevoeiro, que no Gerês costuma ser muito cerrado e perigoso.

Curral do Camalhão Vale da Teixeira
Cabana de Pastor Prado do Camalhão
Prado no Gerês
Gado a pastar no prado
Prado no Gerês
Prado no Gerês e mariola

Chegado à vasta planície, não se admire se encontrar algum gado a pastar nos prados. O primeiro, mais a sul, chama-se Prado da Teixeira e o segundo, a norte, Prado do Camalhão. Em ambos os prados existe uma cabana, destinada ao pastor para pernoitar aquando da vezeira do gado.

Se a caminhada for ocorrer no Verão ou final da Primavera, poderá ir a banhos numa das muitas lagoas que por aqui se encontram. Dado que esta zona é bastante exposta ao calor, por falta de sombras, é uma boa forma para se refrescar.

Lagoa Gerês Vale da Teixeira
Lagoa no rio Arado onde poderá ir a banhos

Locais a visitar nas redondezas

  • Vale da Teixeira
  • Rio Arado
  • Cabana do Camalhão
  • Cabana da Teixeira
  • Cascata da Rajada
  • Aldeia de Ermida
  • Miradouro das Rocas
  • Cascata do Arado

O que Fazer?

  • Trekking
  • Caminhada
  • Canyoning

Alojamento no Gerês

Pesquise alguns espaços únicos para alugar no Gerês, desde bungalows, casas rurais, quintas, hoteis, e villas para desfrutar de uma estadia memorável no Parque Nacional Peneda Gerês.

Mapa do Vale da Teixeira